BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se

Regulamento
O Meu DN
Links

O QUE SÃO GÉNEROS JORNALÍSTICOS?

Géneros jornalísticos são os “modelos de apropriação e de interpretação da realidade usados pelos jornalistas”. Correspondem aos diferentes tipos de textos e abordagens que vemos nos media (notícias, crónicas, reportagens, entrevistas etc).

Consideram-se géneros jornalísticos as notícias, entrevistas, reportagens, crónicas, editoriais e artigos (de opinião ou análise). No entanto, o género jornalístico não tem fronteiras rígidas.
Alguns autores consideram também como géneros jornalísticos as fotoreportagens, as legendas ou até os fait divers, no sentido em que correspondem a tipos de abordagem distintos das anteriores.

 

CONCEITOS-CHAVE

Notícia

É o mais comum dos géneros jornalísticos. Diz respeito a um texto informativo, relativamente curto, escrito numa linguagem clara, directa e concisa. As notícias devem ser actuais, verídicas e despertar o interesse das pessoas.
Normalmente, a sua redacção segue uma estrutura fixa (antetítulo, título, superlead, lead e texto).

Entrevista

A entrevista só é considerada um género jornalístico autónomo quando é apresentada isoladamente ou quando é parte essencial de uma peça jornalística. Ou seja, não se consideram entrevistas as perguntas feitas pelos jornalistas para recolher informação para notícias e reportagens.
As entrevistas justificam-se apenas quando o tema abordado ou o perfil do entrevistado são do interesse dos leitores. Enquanto género jornalístico, a entrevista é redigida em formato de pergunta/resposta.

Reportagem

É considerada quase unanimemente o género nobre do jornalismo.
Tal como nas notícias, o seu principal objectivo é informar, mas neste caso de forma mais exaustiva e profunda, utilizando um estilo narrativo, mais descritivo e humanizado.
Uma reportagem procura contar uma história e levar os leitores a “viver os acontecimentos”. Para conseguir aproximar os leitores da realidade tratada, a reportagem usa com frequência elementos de outros géneros jornalísticos (entrevista, crónica, opinião etc).

Crónica

Os cronistas são pessoas que escrevem com regularidade para um jornal.
As crónicas contam histórias (verídicas ou não) sobre a realidade e podem versar sobre as mais diversas temáticas (crónicas policiais, sociais, desportivas, locais, de um enviado especial etc).
Em geral, as crónicas não obedecem a muitas regras: devem ser textos leves, criativos, de leitura fácil e que despertem o interesse do leitor.

Editorial

Os editoriais dão a conhecer aos leitores o posicionamento do jornal sobre um determinado assunto da actualidade e são quase sempre escritos por um elemento que faz parte da direcção do jornal (ou por alguém da sua confiança).
Um editorial deve ser redigido com todo o cuidado pois traduz a posição colectiva do jornal.

SABER MAIS

Livros

A Entrevista no Jornalismo Contemporâneo, de Orlando Raimundo, Livraria Minerva
Um livro que questiona os limites da entrevista e que aborda as muitas competências necessárias à sua prática.

Guia Essencial da Língua Portuguesa para a Comunicação Social, de Edite Estrela, J. David Pinto Correia, Editorial Notícias.
Do prefácio "o ensinar ou o praticar bem o Português deverá ser preocupação de todos quantos, por um lado, transmitem qualquer tipo de saber ou conhecimento e, por outro - com ainda maior grau de exigência -, se dedicam a actividades directamente ligadas à comunicação e expressão."

Manual do jornalista, de Daniel Ricardo, 1989, Edições “O Jornal”, Publicações Projornal, Lisboa.

Online

Géneros jornalísticos na cobertura de eleições: Diário de Notícias., Estrela Serrano, 2005, BOCC (Biblioteca Online de Ciências da Comunicação da Universidade da Beira Interior):
bocc.ubi.pt

Os Cartoons como género jornalístico, Jorge Pedro Sousa, Micaela Gonçalves, 1997, BOCC (Biblioteca Online de Ciências da Comunicação da Universidade da Beira Interior):
bocc.ubi.pt