BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
Nunca se pensou chegar a tanto. Porém, tendo em conta os tempos que se atravessam pode dizer-se que a vida está ao preço da morte. Segundo a Constituição Portuguesa, o acesso aos serviços de saúde é um direito garantido a todos, mas este princípio parece esquecido pelos nossos governantes. Encontra-se distante o tempo em que, independentemente da condição social, cada um poderia usufruir da mesma forma do SNS. O Ministério da Saúde tem gasto acima das suas possibilidades, sendo um enorme encargo nas despesas do país e, por isso, têm de ser também reduzidos os seus custos. Os portugueses têm sempre algo a argumentar, mas não são quem decide.
A Saúde está Doente
O povo está revoltado com as medidas de austeridade implantadas e os seus argumentos focam temáticas como: a existência das enormes listas de espera; os custos que a saúde comporta, tornando impossível, a grande parte da população, ser atendida por profissionais da saúde. Enfim, todas estas questões poderão levar a um colapso nacional. Alguns iluminados levaram à Assembleia da República uma possível medida que acabaria com os transplantes de órgãos, ignorando
as consequências que daí poderiam advir. Ora, é visível que a saúde em Portugal tem ainda um diagnóstico reservado, encontrando-se em observação. Porém, toda a discussão e debates não passam disto. Será possível sair de uma crise financeira e entrar numa crise de saúde, ainda mais grave e sem retorno?
Paulo Macedo
Paulo Macedo nasceu em Lisboa a 14 de Julho de 1963. Licenciado em Organização e Gestão de Empresas pelo Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa, é um gestor e político português, antigo Director-geral dos Impostos e vice-presidente do BCP. Paulo Macedo é desde Junho de 2011, Ministro da Saúde no Governo de Passos Coelho.
Grupo: Os Fura-Notícias
Escola: Escola Secundária com 3.º Ciclo do Ensino Básico João Gonçalves Zarco