BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
Teve lugar no sábado passado um ataque da NATO que resultou na morte de 24 soldados paquistaneses. A organização considerou o ataque um "trágico incidente involuntário", mas vários diplomatas já se insurgiram contra este, insistindo na necessidade de apurar os factos. É verdade que desde sempre existem conflitos entre os homens. Nos dias de hoje a luta dá-se por motivos como a liberdade, a religião, interesses económicos e divergências políticas - no Paquistão estes não são diferentes. Aqui a guerra aparece sobre o pretexto de luta contra o terrorismo, mas os verdadeiros fundamentos desta cruzada contra o terror têm suscitado bastante controvérsia em alguns críticos. A cobiça por petróleo e
Olhos postos na Guerra
gás natural parecem revelar-se as reais motivações deste conflito bélico. Mas será que estas razões podem justificar a destruição atroz e a morte de milhões de seres humanos? É um dos instintos mais primários do homem, a cobiça pelo poder, que gera a maioria destas situações, que se revelam autenticos atentados aos direitos humanos, muitas vezes esquecidos pelos responsáveis políticos. As guerras só podem ser condescendidas quando a diplomacia falha e a liberdade
é posta em causa. É necessário repensar a maneira como encaramos as guerras, mobilizarmo-nos contra elas e não esquecermos aquilo que nos torna humanos.
Manuel Alegre
Manuel Alegre de Melo Duarte é um escritor e político português, nascido em Águeda, a 12 de Maio de 1936. Em 1956 entra na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e um ano depois torna-se militante do PCP. Em 1961 é chamado a cumprir serviço militar na Guerra Colonial e em 1964 é exilado em França. Quando regressa a Portugal, em 1974,é um dos fundadores do Partido Socialista.
Grupo: Almadanada
Escola: Escola Secundária com 3.º Ciclo do Ensino Básico Emídio Navarro