BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
O todo-o-terreno é um desporto ainda sem muitos adeptos e sem muitos praticantes em Portugal, embora tenha vindo a ganhar "terreno" nos últimos anos, com provas como as "Baja" e o "Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno". Curioso é o facto de muitos se interessarem cada vez mais por este desporto, mas quase todos desconhecerem a sua origem. Na verdade, o todo-o-terreno remonta à época da Segunda Guerra Mundial, quando foi sentida a necessidade de criar um veículo que pudesse transitar em qualquer tipo de terreno e, em simultâneo, transportar pessoas e armamento. É curioso pensar que algo que teve um início tão nefasto é, nos dias de hoje, uma forma de lazer.
O Poder das quatro rodas
Em 1940, nasceu nos Estados Unidos o primeiro veículo todo-o-terreno, o qual foi mais tarde utilizado pelos ingleses para a organização de um campeonato de trial em automóvel. Com o decorrer das décadas, foram surgindo novas categorias no todo-o-terreno e, mais recentemente, os participantes passaram a integrar também mulheres. Após sete décadas de evolução, o poder das quatro rodas demarca-se agora igualmente no feminino.
Como representante feminina da nossa bandeira, temos a piloto Elisabete Jacinto que, na década de 90, trocou o ensino da Geografia pela adrenalina da velocidade e dos percursos acidentados que tão bem caraterizam este desporto.
Personalidade
Elisabete Jacinto nasceu no Montijo em 1964. Professora de Geografia, trocou o ensino pelo todo-o-terreno, iniciando as competições de mota em 1992. Em 1993, venceu a Taça de Senhoras do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno e, em 2000, saiu vitoriosa no rali Dakar-Cairo, conquistando a Taça das Senhoras. Em 2003, passou a competir em camião e, no Dakar de 2007, com partida de Lisboa, ficou em 21.º lugar da geral.
Grupo: Eoliteam
Escola: Escola Profissional Rio Maior