BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
Com a proximidade dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, parece-nos pertinente refletir um pouco sobre o investimento que se tem feito no desporto a nível nacional. Nesta altura há certas perguntas que se impõem. Será que os meios financeiros disponibilizados às federações desportivas são suficientes para a obtenção dos objetivos pretendidos? Será que os feitos alcançados a nível desportivo são satisfatórios em relação ao investimento realizado pelo Estado? As expectativas para estes Jogos Olímpicos são bastante positivas por parte do Comité Olímpico de Portugal. Estão já apurados vários atletas, contudo a fase de apuramento ainda não terminou.Ao longo das suas participações em Jogos
Crise nos Jogos Olímpicos?
Olímpicos, Portugal só conquistou 22 medalhas. Tais feitos, mesmo tendo em conta que o nosso país é pequeno, são insuficientes comparando com outros países. Este ano, há outro fator que pode afetar, e bastante, a participação portuguesa nos Jogos ? a famosa crise. O financiamento (já exageradamente reduzido) que é destinado às federações desportivas levou um acentuado corte que, segundo o Comité Olímpico, não irá afetar em nada a performance portuguesa.
Não nos parece que seja verdade, uma vez que é necessário um conjunto de condições para o bom rendimento dos atletas e estas só são possíveis com investimento. Veremos o que Portugal é capaz de fazer. Desejamos desde já boa sorte aos atletas apurados, que têm imenso mérito apesar das condições atuais do país.
José Vicente Moura
José Vicente Moura, de 71 anos, nascido em 1937, é o atual presidente do Comité Olímpico de Portugal, cargo que ocupa pela segunda vez desde 1998. Apresenta-se bastante otimista para a participação portuguesa nos próximos Jogos Olímpicos a realizar em Londres.
Grupo: AIM
Escola: Colégio do Sagrado Coração de Maria