BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
No momento em que atravessamos uma crise económico-financeira grave, torna-se essencial desenvolver a sustentabilidade do país. E talvez a solução esteja na agricultura biológica. Atualmente, a sociedade baseia, maioritariamente, a sua atividade no setor terciário, industrial, esquecendo-se do setor primário, desenvolvimento rural. É partindo da agricultura biológica que o país pode encontrar uma forma de equilibrar a sua economia, o seu desenvolvimento e a sua qualidade de vida. Mas de que forma a agricultura nos poderá salvar da crise? Várias poderão ser as alternativas. No entanto, perante a elevada taxa de desemprego (12,1%), a agricultura biológica pode ser o inicio de uma esperança.
Como solucionar o (quase) impossível?
Emparcelando os campos agrícolas, iremos produzir em maior quantidade e qualidade, e, consequentemente, reduzir os preços dos produtos. Assim as vantagens serão elevadas. Por um lado, ganhamos a auto-suficiência do país, culminando com a diminuição das importações e tentativas de aumento das exportações; por outro, o equilíbrio das assimetrias regionais, ao serem utilizados os recursos disponíveis no interior, aumentará a qualidade de vida, uma vez que a agricultura
biológica é mais saudável e ainda reduziríamos a taxa de desemprego que a cada segundo vai aumentando. Perante a situação atual do país, onde reina um descrédito, a agricultura biológica pode ser vista como um novo potencial para o desenvolvimento económico e sustentável, abrindo novos rumos e sorrisos à pátria.
Assunção Cristas
Assunção Cristas nasceu em Luanda em 1974, é licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Atualmente é jurista, professora e política portuguesa. No dia 21 de Junho de 2011 tomou posse como Ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território no XIX Governo Constitucional de Portugal.
Grupo: Rumos
Escola: Externato de Vila Meã